Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Vamos tentar PENSAR no futuro?

Será que o Ensino Superior consegue cair na REAL?

Não há dinheiro para sustentar esta REDE de ensino Superior, com esta oferta formativa, com a QUALIDADE que o País necessita!

Se repararmos bem nas notícias que vão surgindo fica a questão:  

Vamos debater o assunto quando?

Erro nas contas das Universidades :"o ministro garantiu que estes cortes só podiam ter sido feitos por engano"Os números correctos estão, agora, a ser enviados pelas universidades para o secretário de Estado do Ensino Superior, que os fará chegar às Finanças. Mas, para corrigir o documento, será preciso que o PS apresente no Parlamento uma proposta de alteração ao OE.

Será que o parlamento vai aprovar a proposta?

O Presidente do Politécnico de Tomar quer mais doutorados"“Melhor qualificação equivale a prestação de melhor serviço, na docência, na investigação e nos serviços à comunidade. Mais cedo ou mais tarde vai ser feita uma reorganização da rede de ensino superior e vai sobreviver quem for melhor. Será melhor quem tiver mais qualificação”.

Não é mais tarde ou mais cedo, devia ser já!

O reitor da Universidade do Minho espera que as restrições orçamentais anunciadas pelo Governo não ponham em causa o investimento no Ensino Superior e, concretamente, o “contrato de confiança” assinado com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) com vista ao financiamento do aumento da oferta formativa nos próximos quatro anos.

Não há dinheiro, o mundo mudou, já vamos no PEC4!

Ensino superior: Politécnicos lançam anuário da evolução financeira do sector: "As instituições estão a ser financiadas a níveis de 2005”, disse à agência Lusa o presidente do CCISP, Sobrinho Teixeira, concretizando que no período analisado 'o número de alunos aumentou 9,5 por cento e as transferências do Orçamento do Estado sofreram uma redução de 3,5 por cento"

E há cada vez menos dinheiro!

Os institutos politécnicos estão a criar uma plataforma de ensino à distância que, no próximo lectivo, já terá alguns cursos a funcionar. Em preparação está também uma rede de centros de investigação aplicada, com uma forte aposta na agricultura e gerontologia.

Cada centro é um enorme encargo, a rede de centros que já temos é mais do que suficiente
.
Ensino Superior: Mais de 110 cursos em risco de fechar "De momento, existem 112 cursos em risco de fechar, pois continuam sem atingir o mínimo de 20 alunos colocados após a terceira fase de acesso ao ensino superior"

Pois....!

A Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior aprovou 130 dos 325 novos ciclos de estudos propostos pelas universidades e politécnicos para este ano lectivo, revelou esta terça-feira o ministro Mariano Gago....O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior adiantou ainda que 800 ciclos de estudos já não abriram este ano, por iniciativa das instituições, que decidiram não os submeter à avaliação e acreditação.

Pois, está desregulada a oferta e há casos de falta de qualidade da mesma!

Quando iniciamos este debate, A SÉRIO!??

2 comentários:

Anónimo disse...

Acho melhor pensar já!

AF disse...

Também acho! mas parece que todos "assobiam para o lado". Ninguém comenta nem ninguém parece preocupado, a única preocupação é quanto dinheiro vamos ter sem perceber que: "Cada vez vai ser menos"